Continua após a publicidade..

9 alegações de OVNIs intrigantes que o Pentágono acabou de desmentir como não sendo verdadeiras.

O Pentágono negou categoricamente as acusações de que o governo dos EUA teria ocultado provas de alienígenas e tecnologia extraterrestre, após uma recente investigação.

Um tema recorrente na cultura popular desde os anos 40 é a ideia de que o governo, ou um programa secreto dentro dele, tem adquirido corpos de alienígenas e naves espaciais, buscando desvendar a tecnologia extraterrestre em segredo e sem o conhecimento do Congresso.

A maioria dos americanos associa a teoria da conspiração com avistamentos estranhos de objetos voadores não identificados, conhecidos como OVNIs, que são fenômenos difíceis de explicar pela natureza, aeronaves ou tecnologias existentes. Recentemente, o Departamento de Defesa passou a utilizar o termo “fenômenos anômalos não identificados” (UAP) para trazer maior clareza e eliminar o estigma associado aos OVNIs, muitas vezes vistos como ideias absurdas ou teorias da conspiração.

Continua após a publicidade..

No começo do Congresso, o Pentágono divulgou uma versão preliminar não confidencial de um relatório em 8 de março. Simultaneamente, a NASA foi designada para analisar informações não confidenciais em sua própria pesquisa.

O estudo conduzido pelo Gabinete de Resolução de Anomalias de Todos os Domínios na área militar abrange o período de 80 anos e analisa relatórios de escritórios governamentais e programas de acesso especial, examinando registros confidenciais e não confidenciais. Além disso, o estudo incorpora os resultados de entrevistas com aproximadamente 30 funcionários governamentais atuais e antigos que possivelmente estiveram envolvidos nessas atividades ou ouviram relatos a respeito delas.

“O diretor de atuação da AARO, Tim Phillips, afirmou em uma declaração que acredita que a maioria das pessoas que repetiram essas afirmações não o fez de forma maliciosa ou com a intenção de enganar o público. Muitos interpretaram erroneamente eventos reais ou programas sensíveis dos Estados Unidos como relacionados a UAP ou exploração extraterrestre, sem terem essa intenção.”

Relacionado:   A nova representação de um buraco negro irá surpreendê-lo.
Continua após a publicidade..

Abaixo estão algumas das declarações que o Pentágono identificou como falsas no recente relatório de 63 páginas.

The Pentagon is investigating claims of extraterrestrial cover-up
Imagem: JonPauling/KaboomPics

Uso de acordos de sigilo em reportagens.

Os pesquisadores do Pentágono afirmaram que não houve evidências de acordos de confidencialidade ou ameaças de morte relacionadas a possíveis divulgações de informações sobre UAP.

Um oficial da CIA supervisionou testes de fenômenos aéreos não identificados (UAP).

Continua após a publicidade..

O entrevistado “denunciantes” acusou um antigo colaborador da CIA de transferir tecnologia de origem extraterrestre. Esse ex-agente assinou um documento afirmando que não era responsável por supervisionar a transferência de objetos alienígenas ou qualquer experimento com tecnologia fora do planeta.

Extraterrestres testemunharam uma demonstração de tecnologia.

Um dos entrevistados disse ter escutado uma discussão sobre comunicação eletrônica entre duas instalações militares a respeito de um experimento tecnológico que estava sendo observado por extraterrestres. Após revisar a situação, os investigadores concluíram que houve um mal-entendido por parte da pessoa.

F-117 Nighthawk stealth fighter flying in Death Valley, California
Imagem: JonPauling/DepositPhotos

Um oficial das forças armadas entrou em contacto com uma embarcação extraterrestre.

Um entrevistado mencionou um ex-funcionário militar que, supostamente em torno de 1999, teria relatado um momento em que teve contato com uma nave espacial extraterrestre. No entanto, o ex-funcionário negou essa afirmação durante o registro, sugerindo que o entrevistado poderia ter se confundido com uma história envolvendo um avião de caça furtivo Lockheed F-117 Nighthawk, já aposentado. Além disso, o ex-funcionário afirmou não se recordar de ter tido tal conversa com o entrevistado.

Relacionado:   Os cientistas capturam uma imagem insignificante do corpo em decomposição desta estrela extinta.

Um experimento com tecnologia alienígena foi realizado.

Continua após a publicidade..

Um indivíduo afirmou ter presenciado experimentos com tecnologia de origem extraterrestre em uma base governamental. Os especialistas confirmaram que o indivíduo provavelmente testemunhou um experimento com tecnologia real, porém não relacionado a fenômenos aéreos não identificados. Isso foi determinado com base na coincidência de tempo, localização e descrição do relato com um teste de tecnologia conhecido.

  • A NASA está finalmente discutindo sobre os objetos voadores não identificados com o público americano. Aqui está o que foi comunicado.
  • Os cientistas estão procurando nas proximidades de uma supernova por sinais de alienígenas que possam estar tentando se comunicar conosco.
  • Como os rovers de Marte poderiam investigar grandes cavernas desconhecidas.
  • Os cientistas encontram um planeta semelhante aos apresentados em Star Wars.
  • Lamentamos, fãs de Star Trek: Notícias desanimadoras sobre o planeta real Vulcan.

A Casa Branca considerou tornar públicas as informações sobre alienígenas.

Duas pessoas entrevistadas afirmaram que a Casa Branca teria contratado um instituto de pesquisa da Virgínia do Norte para investigar os efeitos potenciais de os Estados Unidos, Rússia ou China divulgarem evidências extraterrestres entre 2004 e 2007, durante a presidência de George W. Bush. Os pesquisadores confirmaram que o estudo foi conduzido em um único dia, mas que não foi encomendado pela Casa Branca.

People sighting a UFO in the 1980s
Imagem: xsix/PixaBay

Estudos conduzidos em uma amostra de dispositivo de teste.

Os pesquisadores obtiveram amostras de uma organização privada e do Exército que teriam vindo de uma nave espacial de origem extraterrestre. Após análise, concluíram que o material era uma liga composta por magnésio, zinco e bismuto, fabricada pelo homem, com a presença de traços de outros elementos como chumbo. Eles afirmaram que o material não apresentava características extraordinárias.

Relacionado:   O HPE Aruba incorpora recursos de inteligência artificial para aprimorar a plataforma de administração de rede.

Um software intitulado “Kona Blue” inclui dados UAP.

Entrevistadores que suspeitam que o governo esteja ocultando informações mencionaram a existência de um programa no Departamento de Segurança Interna que acreditavam estar ligado a UAP, conhecido como Kona Blue. Supostamente, Kona Blue teria sido uma reinicialização de um programa anterior da Agência de Inteligência de Defesa dos anos 2000, destinado a investigar UAP, pesquisa paranormal e realizar engenharia reversa de tecnologia extraterrestre. Esse antigo programa da DIA, também conhecido como Advanced Aerospace Weapons System Application Program e Advanced Aerospace Threat Identification Program, foi encerrado em 2012 devido à falta de justificativa, conforme relatado. Embora defensores tenham proposto o programa Kona Blue para o Departamento de Segurança Interna, ele nunca foi aprovado. Em resumo, o programa Kona Blue não existe.

Um projeto de engenharia reversa fora do cenário tecnológico.

Um relatório revelou que em 2021, o escopo de um programa secreto da comunidade de inteligência foi ampliado para proteger a possibilidade de engenharia reversa de UAPs. No entanto, o programa não obteve sucesso em recuperar material para estudo ou engenharia reversa, e foi considerado sem mérito.

Photographing the alleged Westall UFO encounter
Imagem:
chsyys/Flickr

Até o momento, o Pentágono não encontrou evidências de que o governo possua provas de vida extraterrestre ou que qualquer avistamento de OVNIs tenha sido de origem alienígena. Mais informações serão divulgadas em outra parte do relatório até o final deste ano.