Continua após a publicidade..

O veículo elétrico de baixo alcance Mazda MX-30 causa mais estresse do que o necessário.

Não estou certo se fui responsável por testar o primeiro veículo elétrico da Mazda, assim como afirmaram.

Durante os quatro dias em que experimentei o recém-lançado MX-30, percebi que ele está sempre conectado. Isso pode ser devido à sua bateria de 35,5 kWh, que oferece aproximadamente 100 milhas de alcance, uma capacidade decepcionantemente pequena. Embora seja um veículo elétrico acessível a partir de US$ 33.470 (com US$ 7.500 disponíveis em créditos fiscais federais), existem outros veículos elétricos abaixo de US$ 40.000 com baterias muito maiores (algumas com mais do que o dobro da capacidade do MX-30). Por exemplo, o Hyundai Kona EV pode percorrer 258 milhas com uma única carga. Até mesmo o Nissan Leaf “low-range” consegue ultrapassar as 150 milhas com sua bateria de 40 kWh. Na minha experiência, essas 50 milhas extras podem ser decisivas quando se trata de lidar com a ansiedade em relação à autonomia.

Já tinha experimentado o MX-30 no final do ano passado, durante uma breve viagem ao longo da costa sul da Califórnia. Agora, tive a chance de vivenciar como seria ter este carro no dia a dia, mesmo que fosse como um veículo secundário para pequenas viagens rápidas. Na movimentada área da Baía de São Francisco, uma reunião no Vale do Silício ainda pode estar a 50 milhas de distância.

Continua após a publicidade..

Cada milha é importante ao dirigir o MX-30. Durante uma viagem de São Francisco a Palo Alto (que é mais de 30 milhas de ida e volta), eu me senti bastante estressado tentando encontrar estações de carregamento público em Palo Alto. Também fiz uma parada extra em San Mateo para garantir que teria bateria suficiente para voltar a São Francisco e ainda ter energia para uma viagem de 16 milhas que precisava fazer mais tarde naquele dia. Com uma bateria tão pequena, é preciso constantemente calcular a distância a ser percorrida.

Relacionado:   O HPE Aruba incorpora recursos de inteligência artificial para aprimorar a plataforma de administração de rede.
Three photos of a white electric car plugged into a charging plug.
Imagem: TomasHa73/StockVault

Em minha residência, só tinha acesso ao carregamento de Nível 1, que é a opção mais lenta. Levar mais de 16 horas para carregar metade da bateria foi necessário. Nas estações públicas como ChargePoint ou EVgo, geralmente encontramos o carregamento de Nível 2, que acelera o processo para carregar totalmente em cerca de seis horas. As estações de carregamento rápido, como os plugues da Electrify America, são as mais úteis, permitindo atingir 80% de carga em 20 minutos.

A row of cars plugged in and charging.
Imagem: timmossholder/Burst

O MX-30 não proporcionou a mesma experiência tecnológica reconfortante que a maioria dos carros elétricos oferece. Embora tenha começado de forma silenciosa como um veículo elétrico, com uma aceleração rápida característica, e com gráficos na tela indicando se estava gerando ou usando energia, deixando claro que se tratava de um carro elétrico, o veículo não oferecia diferentes modos de condução para maximizar a bateria ou priorizar o torque, ao contrário da maioria dos outros EVs. Além disso, foi decepcionante não poder ativar o modo de condução de um pedal, no qual os freios captam energia para “regenerar” a bateria ao parar ou desacelerar.

Continua após a publicidade..

Em termos de design, o e-Mazda foi muito bem-sucedido. Com uma aparência quase idêntica ao modelo CX-30, era um SUV compacto com um formato arredondado e atraente.

Overhead view of the car doors opening.
Imagem: timmossholder/PixaBay

No interior do veículo havia pouco espaço, especialmente no banco traseiro com suas portas de abertura para cima e sem janelas que podiam ser abertas. O teto solar dava a sensação de mais espaço do que realmente havia para os passageiros no banco de trás. A falta de um espaço de armazenamento frontal sob o capô foi ainda mais decepcionante: a Mazda optou por deixar apenas buracos, em vez de um compartimento para bagagem na frente. Isso foi bastante frustrante.

Relacionado:   A internet é, na verdade, composta por uma rede de conexões.
The hood opened to show the car parts inside.
Imagem: JonPauling/iStock

O MX-30 é um veículo elétrico que a Mazda lançou para marcar sua entrada nesse segmento, disponível inicialmente apenas na Califórnia com uma produção limitada de 560 unidades. No entanto, o tempo de espera em estações de carregamento pode deixar os motoristas desejando por um modelo elétrico mais eficiente da Mazda.

Continua após a publicidade..

Assuntos abordados: Carros elétricos.