Continua após a publicidade..

A empresa Microsoft está interrompendo a venda de seus produtos na Rússia.

A Microsoft decidiu interromper a comercialização de seus produtos e serviços na Rússia devido à invasão da Ucrânia liderada por Putin.

Em uma publicação, o presidente da Microsoft e vice-presidente Brad Smith também mencionou que a empresa está limitando “vários elementos” de suas operações na Rússia para cumprir as determinações das sanções governamentais.

“Assim como todos os outros, estamos chocados, indignados e entristecidos com as imagens e informações que chegam da guerra na Ucrânia e repudiamos a invasão injustificada, não provocada e ilegal da Rússia”, declarou Smith. “Acreditamos que podemos contribuir melhor para ajudar a Ucrânia ao adotar medidas práticas em conjunto com as decisões desses governos e implementaremos ações adicionais à medida que a situação se desenvolve.”

Continua após a publicidade..

A Microsoft tem como prioridade proteger a segurança digital da Ucrânia e auxiliar as pessoas do país, oferecendo tecnologia e apoio financeiro a organizações não governamentais. A empresa divulgou as medidas que está adotando para proteger a Ucrânia de ameaças cibernéticas em um artigo de blog publicado em fevereiro.

A Microsoft decidiu parar de vender na Rússia, seguindo ações semelhantes de outras empresas de tecnologia, como a Apple, que interrompeu as vendas de seus produtos no país. Empresas de mídia social, como Meta, YouTube, Snapchat, TikTok e Twitter, também adotaram estratégias para combater a desinformação sobre o conflito na Ucrânia. Recentemente, o Airbnb suspendeu suas operações na Rússia e na Bielorrússia, enquanto o Google anunciou a suspensão de vendas de anúncios na Rússia.

Corporação de Tecnologia

Continua após a publicidade..

Relacionado:   Qual é a razão da demora na adoção do IPv6?